Connect with us

Entretenimento

Ordem Paranormal: Desconjuração episódio 05

Publicado

on

O quinto episódio da terceira temporada do RPG de mesa do Cellbit, Ordem Paranormal: Desconjuração, aconteceu neste sábado (28), em seu canal na plataforma Twitch. Confira o resumo dos principais momentos do melhor RPG de mesa.

Esse episódio só conta com a Beatrice, Arthur, Kaiser, Joui e Dante. O Fernando e a Erin não participaram da dungeon, já que estavam se cuidando com a Marcela na base secreta da Ordem.

Imagem: Reprodução/Cellbit
Imagem: Reprodução/Cellbit

Após tentarem arrombar o cadeado de um dos armários, Arthur percebe que estava sendo observado pelo olho. Kaiser sofre algumas crises de ansiedade e pânico. Ao pegar suas fotos para tentar se acalmar, ele observa algo estranho nelas: todas as fotos estavam sem sorriso.

Leia também: Ordem Paranormal: Desconjuração episódio 04.

Primeira Parte

Kaiser começa a surtar ao observar que todas as suas fotos estavam alteradas, onde seus amigos e família estavam sem sorriso nas fotos. Ninguém sabia a explicação de tudo isso. Eles tiram outra foto e quando ela é revelada em tempo real, todos aparecem normal. Porém, as fotos que estavam com o Kaiser ainda continuam estranhas.

Dante, depois de ser acusado pelo Kaiser de ter feito as alterações nas fotos, comenta com o Arthur que pode ter alguém no grupo ou na base que pode querer afetar negativamente o mental do Kaiser.

Beatrice encontra um cartão micro SD na sala em que o grupo estava vasculhando e o repassa para Kaiser, que o guarda para procurar por pistas depois, na base secreta da Ordem.

Em uma das salas, Joui encontra com uma daquelas criaturas semi-mortas, que parecia estar flutuando ao se movimentar lentamente e gemer. Beatrice vai confirmar o que Joui falou e, ao abrir a porta, leva um susto com a criatura em sua frente.

Imagem: Reprodução/Cellbit
Imagem: Reprodução/Cellbit

Beatrice entra e observa que aquele lugar era uma capela e que outro “existido” (forma como o Mestre chamou o semi-morto) estava lá dentro. Na frente, encontra-se um altar imenso com uma grande cruz de metal. Ao procurar, ela encontra cinco pedras iguais e um texto embaixo delas tem uma escrita: “Obedeça as ordens divinas pra acessar as relíquias do outro lado”.

Embaixo dessa escrita, encontra-se uma lista que segue: “Apocalipse 3:20; Jó 10:8; Daniel 2:22; Mateus 25:41; Jeremias 12:17”. Dante vai até o local e reconhece o Apocalipse 3:20, que tem a seguinte descrição: “Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei; e ele comigo”.

Os existidos aproximam da Beatrice e Dante. Eles possuem vários textos escritos em seus corpos, alguns com histórias e palavras assustadores. Dante reconhece que o que eles estão falando são nomes de origem Suméria, a primeira civilização com registro escrito da humanidade.

Ao tentar sair da sala, uma das criaturas agarra Dante e a outra agarra Beatrice, mas ele consegue se soltar por ela ser bastante fraca mas Beatrice não consegue sair. Quando Kaiser conseguiu ajudá-la, a criatura começa a brilhar e avança em direção de Kaiser, o atacando. Beatrice pega sua balestra e mata a criatura.

A criatura que estava aproximando de Dante, vai em direção de Arthur, mas acaba sendo puxada por Joui. Após ser empurrada para dentro da sala, o existido começa a brilhar lá de dentro e bate muito forte na porta. Eles abrem a porta e Kaiser atira, matando a criatura.

Após acabar, Orpheu começa a cantar e bater as asas. Beatrice, relata uma lenda que quando um Urutau (raça do Orpheu) canta, quer dizer que ele está anunciando pela morte de alguém, como canto de lamento. Ela achou isso bastante estranho e ao olhá-lo, percebe que seu pássaro está olhando para uma porta ao lado.

Quando Joui abre a porta ao lado da Beatrice, Orpheu entra na sala. Ao entrar na sala, os personagens se deparam com alguns colchões e uma mulher de cabelo preto curto, que estava de costas e com Orpheu pousado no ombro dela. A figura aparenta ser uma mulher com cerca de 45 anos, bastante bonita. Ao virar para Beatrice, ela fala: “Filha?!”.

Imagem: Reprodução/Cellbit
Imagem: Reprodução/Cellbit

Ao tentar aproximar dela, mesmo com o alerta de sua mãe para não ir, Beatrice observa sua mãe dando um leve sorriso triste. Sua mãe começa então a fechar as mãos em algo que ela não consegue enxergar e do seu peito para dentro começa um brilho desaparecendo em pleno ar, restando somente Orpheu voando pelo ar, indo pousar no ombro da Beatrice.

Na frente da cama em que a mãe da Beatrice estava, tinha uma existida deitada, mas ela estava morta. No chão em que a mãe desapareceu, existe uma marca manchada de onde ela estava. Beatrice continua bastante abalada por ter encontrado sua mãe e ela desaparecer.

Ao ser questionado se a mãe conhecia Orpheu, Beatrice relata que a primeira memória que ela tinha era de acordar com o colar e o seu pássaro no canto do quarto. Dante encontra um kit de primeiros socorros completo que estava em um armário na sala. Orpheu volta ao normal e Beatrice pergunta para si mesma de onde ele veio.

Após saírem da sala, voltando pela porta da capela, eles partem para a direção do “?” que estava no mapa. De acordo o grupo, tudo indica que o primeiro sinal da sala, no mapa, representado pela figura e cruz, na verdade era a capela. E a parte com um mais em vermelho, representa a enfermaria.

Imagem: Reprodução/Cellbit
Imagem: Reprodução/Cellbit

Enquanto estava indo na frente com Kaiser, Luba fala que aquela era a mãe da Beatrice e que ela também estava com a mesma aparência das pessoas que eles estavam lutando, presumindo que provavelmente a mãe dela morreu. Kaiser pergunta se tem chances da mãe dela ser responsável pela criação das criaturas. Joui comenta que ela não faria isso já que ela não machucaria sua própria filha. Eles interrompem a conversa ao observar que os outros chegam perto.

A equipe da Ordem caminha para o que indica ser a área externa. Ao caminhar para frente com sua lanterna, ele depara com um grupo de scriptas e existidos em um pátio muito mal cuidado. Parece ter existido um parquinho nesse lugar. Mais na frente, tem algo que parece ser um cemitério.

Imagem: Reprodução/Cellbit
Imagem: Reprodução/Cellbit

O que mais chama atenção de Kaiser é o homem com manchas de sangue que está em pé em frente dele, olhando para o lado oposto. Eles escutam esse homem falar de Kain, sobre alguma coisa que ele prometeu e parece se cumprir, algo relacionando a desconjuração. Gritando várias vezes “Kain sabe!” no final.

Eles querem enfrentar o grupo e para isso se dividem, fazendo com que uma parte entre por cima e a outra pela parte de baixo. Beatrice, Dante e Joui vão dar a volta e ir por baixo enquanto Arthur e Kaiser ficam na entrada de cima. No caminho para a parte de baixo, Beatrice encontra uma Bíblia e uma lanterna e entrega os achados para Dante.

Dante tem uma teoria e relata para Joui que os seres com tatuagens no chão podem estar lentamente se transformando nos existidos. Beatrice pega a bíblia e encontra duas passagens, a primeira foi Jeremias 12:17 que relata: “Mas, se não me ouvirem, eu arrancarei completamente aquela nação e a destruirei, declara o Senhor“. A outra foi Jó 10:8, que relata: “Foram as tuas mãos que me formaram e me fizeram. Irás agora voltar-te e destruir-me?“.

Voltando para Arthur e Kaiser, eles percebem que o outro grupo da Ordem estava demorando. Já no outro grupo, Dante pega a faca que cortou Kaiser e comenta que a faca pode ter passado por algum tipo de ritual e por isso ele pode ter sofrido com alguma coisa.

Eles finalmente chegam até a outra parte do pátio e Arthur e Kaiser percebem que eles chegaram. Quando Beatrice aponta a lanterna passando pelo olhar de todos, ela percebe que o cara que está de pé em frente ao banco está sorrindo e olhando diretamente para ela.

Quando Beatrice aponta para o Dante e ele olha em direção para o sujeito que também o está encarando, ele reconhece que aquele era Enry, uma das crianças do orfanato. O sujeito começa então a caminhar com um sorriso perturbador em direção ao pessoal da Ordem. Dante comenta que eles precisam sair daquele lugar imediatamente.

O cara para em frente a Dante e Beatrice e comenta que, mesmo sendo cego consegue enxergá-los. Quando Joui questiona quem é ele o mesmo não obtém respostas respostas. O sujeito comenta que eles deveriam fugir daquele lugar e que não era função dele matá-los.

Quando foi questionado pelo Joui mais uma vez quem ele era, ele prova a Beatrice pedindo para lhe apresentar, mas chamando-a de Lília. O cara começa a falar que eles tem duas escolhas, não pretendendo matá-los, apenas querendo o sangue deles. Propôs então um desafio, ele avisa para o pessoal chamar os amigos do outro lado e ir para o meio.

Joui está muito bravo e começa a perguntar o Dante quem é o cara. Ele comenta que é o Enry, que ele não encontra desde quando o orfanato pegou fogo. Beatrice começa a lembrar vagamente dele. Ela mais uma vez questiona quem é Lília, e ele responde que é ela. Ele confirma que lembra dela, mas se recusa a explicar mais.

Os scriptas começam a reunir no centro do pátio, esperando pelo pessoal da Ordem. O Kaiser e o Arthur viram toda a movimentação estranha e ficaram preocupados e curiosos com o que aconteceu. Eles observam que o Joui, a Beatrice e o Dante caminham até o centro, e partem para a mesma direção.

O “Enry” propõe 3 desafios, confirmando que se o grupo da Ordem vencer pelo menos dois, ele os deixará seguirem em frente. Relatando saber o que eles querem e que Ela está lá em cima os esperando (a Liz?).

Ao escutar isso, o Joui saca sua espada perguntando onde ela está. O cara responde que só terá respostas quando eles ganharem os desafios. Logo após ameaças do Joui, ele anuncia a primeira rodada que seria com o José. Por não saber onde o José se encontra, ele logo pergunta o que aconteceu com ele, mas não obteve respostas.

Em seguida, ele aponta para o cara com a foiça ao lado e anuncia que ele será o primeiro round. O cara bastante animado, cujo o nome é Agarhim. O cara pergunta quem será o primeiro para um desafio sem armas de fogos que enfrentará o cara da foice. O Joui se aproxima e inicia o primeiro duelo.

O restante da equipe da Ordem afasta um pouco da região onde o Joui irá enfrentar o pessoal. Joui pega a faca que o Dante encontrou e era de um dos amigos do scriptas. O Dante observa que o Joui está um pouco ferido e pergunta ao Enry se ele poderia cuidar das feridas de seu amigo. O Enry responde que resolveria isso, pega uma faca e caminha até seu amigo e do nada ele crava a faca nas costas de seu amigo, retirando a faca em seguida.

Imagem: Reprodução/Cellbit
Imagem: Reprodução/Cellbit

No duelo, Joui consegue atacar com sua espada bem na parte da ferida do Agarhim, que foi deixada pela faca do Enry. Após sofrer um pouco de dano, Joui consegue, com toda raiva e lembranças da Liz, enfiar a espada na parte cortada, partindo-o ao meio e matando o Agarhim. O Enry fica bastante animado com o primeiro round e logo anuncia o segundo.

Ele quer ver um pouco de dor dessa vez, sem precisar de sangue. Ele então chama pelo outro scripta, cujo nome é Nerghalo. O Joui sugere que o Dante enfrente o próximo, mas ele fica quieto. Após a Beatrice o encoraja-lo, ele fica meio triste mas caminha até ao meio. Antes de iniciar, Dante pergunta ao Enry o porque de tudo aquilo. Ele apenas responde que todo mundo precisa daquilo.

Imagem: Reprodução/Cellbit
Imagem: Reprodução/Cellbit

Enquanto isso, a Beatrice pega o pequeno livro que a Aghata fez o ritual com ela e fica preparada. O ocultista puxa algo metálico do bolso e está bastante animado, quando pega uma moeda e pergunta se ele queria tirar por ela. Ele joga a moeda, o Dante escolhe “Cara” e quando o Nerghalo mostra que deu cara, ele anuncia que o Dante começará o ataque.

O Dante pede ajuda para o Enry, relatando precisar de cinzas animais e um órgão humano. O cara do confronto entrega ao Dante um frasco com cinzas e o Dante caminha até o cara que foi partido ao meio e pega o figado dele.

O Dante inicia seu ritual, abrindo o frasco de cinzas com o figado em outra mão. E do nada, uma fumaça preta sai de suas mãos e vão em direção ao cara, surgindo várias bolhas e feridas nele. Ao usar o ritual, Dante sofre ataques mentais perdendo 4 de sanidade. No contra ataque, o Dante começa a perder mais 4 de sanidade e sofrer mentalmente, causando muita dor.

Ele ataca o ocultista mais uma vez, causando 5 de dano. O seu oponente começa a virar um esqueleto, vomitando muita coisa e caindo duro e morto. O Dante, com nojo por ter usado tudo isso, joga o figado ao chão.

O Enry anuncia o placar de 2×0, mas que ele queria um terceiro round conta o terceiro membro da Ordem. Ele caminha para um dos existidos, pega uma faca e crava em suas costas, a criatura que é enorme e bastante musculosa, começa a ir em direção do pessoal. O Enry e todos os outros scriptas, começam a fugir.

Imagem: Reprodução/Cellbit
Imagem: Reprodução/Cellbit

O grande existido, caminha em direção da Beatrice. Os outros começam ataca-lo com revolve, mas não o impede de ataca-la. Ele da um soco no estomago dela, tirando 4 de dano. O Dante corre para pegar o órgão que ele deixou no chão, após ver a Beatrice levar esse golpe.

O Joui surge com sua espada e passa a lamina pela cabeça dele, arrancando. Após decepa-lo, o corpo acaba perdendo seu brilho, caindo ao chão. O Dante encontra alguns fios de cobre e um celular velho no corpo.

O Dante começa a falar um pouco sobre o passado da Beatrice. Ele comenta que estudou bastante sobre eles, que mesmo matando-as, eles não morrem, podendo voltar depois. Principalmente quando as lembranças dessas criaturas ficam nas memorias, podendo fazer com que eles voltem mais fortes. O Dante não lembra mais sobre os anos em que ela havia saído do orfanato.

O Joui apressa e equipe a da Ordem para irem procurar logo pela Liz. Quando olham para o mapa, eles deixam de ir em direção para onde está o ? e querem ir logo para a parte de cima. Quando o Dante caminha um pouco pelo o pátio, ele observa que existe um pequeno cemitério das crianças do orfanato.

O grupo caminha em direção para o elevador. No caminho, em uma das portas, o Arthur observa mais uma vez aquele olho com duas pupilas e desaparece rapidamente. Chegando ao elevador, ele está trancado.

Imagem: Reprodução/Cellbit
Imagem: Reprodução/Cellbit

O Kaiser volta para a porta que o Arthur viu o olho. Ao abrir, ele nota que é uma biblioteca e que está com bastante neblina. Enquanto isso, o Dante aplica os primeiros socorros no Joui.

A biblioteca parece estar bastante vazia e silenciosa, com bastante frio. O Arthur, ao procurar por pistas em algumas estantes, ele encontra um papel colado em uma delas, com uma palavra escrita: “espelho”. A Beatrice caminha até a direção da fita que segurava o papel escrito, e ao vira-lo, ela encontra um símbolo e no exato momento, a porta que eles passaram, fecha e algo muito estranho acontece (observe a imagem abaixo).

Imagem: Reprodução/Cellbit

Segunda Parte

A Beatrice deu de cara com ela mesmo segurando um papel na mão. O Mestre informa que a Triz não sabe qual é a verdadeira e terá que interpretá as duas. A agente novata da Ordem que estava segurando o papel, começa a tentar explicar para o Kaiser que está bastante assustado por ter duas delas, sobre o símbolo atrás do papel que estava escrito espelho.

As duas Beatrices encostam e percebe que são reais. Uma delas entrega o papel para o Kaiser e ele rasga. Porém, vindo de algum lugar, uma risada fina se ecoa. O grupo procura de onde sai a risada. Eles tentam gritar e bater na porta gritando para o Dante e Joui, mas eles não escutam nada.

O agente da Ordem e o ajudante, começaram a tentar abrir a porta, mas ela está trancada e não escutam nada lá de dentro. Mas o Kaiser, que está do outro lado da porta, consegue escuta-los e começa a gritar, mas sem nenhum sucesso.

A risada ainda continua ecoando pela biblioteca. Até que começa a falar “talvez vocês precisam de uma ajudinha”. Eles não conseguem distinguir de onde sai esse som. A voz mais uma vez diz algo estranho, como uma aula sobre enigma onde eles terão que encontrar respostas para cada um dos elementos.

Arthur escuta um sussurro ao seu lado “o primeiro, está escondido dentro de todos vocês”. Os outros não escutaram, mas ele transmitiu o enigma. A voz começa a falar que eles estão em uma floresta de conhecimento, basta encontra-lo e entrega-lo. Todos começam a procurar entre os livros.

O Kaiser pega a faca e da um furo em seu dedo e pergunta se é sangue. A voz responde que não, cobrando pelo primeiro elemento e que ele está escondido dentro de todos eles. O Arthur cospe no chão e pergunta se era aquilo, mas não obteve nenhuma resposta. Em seguida, alguns livros caíram no chão, de conteúdo religioso. Segundos depois, mais livros do conteúdo de história começa a cair.

Vários livros aleatórios começam a cair de várias estantes. Em uma pilha de livros mais na frente, tem um papel escrito “livro”. O Kaiser abre o livro e abre para ele, a voz animada diz que eles marcaram um ponto, com mais enigma. Quando o Kaiser pergunta para a voz se alguém morrer, mostrará, a voz não responde.

Imagem: Reprodução/Cellbit
Imagem: Reprodução/Cellbit

O Arthur pega um livro de biologia e passando por uma das páginas, ele tem um flash sobre a criatura que o atacou, deixando o livro cair no chão. Beatrice pega o livro, abre na página de músculos e nada acontece. O Kaiser começa a observar o sumário de um livro de biologia, ao ver que em uma da página tinha um esqueleto, ele começa a observar coisas saindo do crânio dessa figura formar um símbolo.

A voz parabeniza e confirma o primeiro elemento, a morte. Iniciando a segunda aula, a voz diz “se você me ignorar por muito tempo, vai perder completamente o controle”. O Kaiser caminha em direção aos livros de auto-ajuda. Ele começa a folhear os livros, com diversos temas de auto-ajuda, mas nada acontece.

O Arthur abre a página do livro de culinária, onde tem uma página com sua comida favorita (lasanha). De repente, uma palma de mão manchada de sangue aparece e a voz relata “O segundo elemento, sangue, carne. O conhecimento pode ser perigoso. Aprender tudo sobre o assunto pode não ter volta. Talvez o mais seguro seja aprender um pouco sobre todos os assuntos“.

Kaiser em seguida vai até os livros de filosofia e pega um livro, mas nada acontece. O Arthur fala de um livro de enciclopédia, uma das Beatrice vai pegar e quando ela tentar ler, todas as letras embaralham. O que estava escrito em português, começa a transformar em símbolo que ela não consegue ler, mas tem um símbolo parecido com o encontrado no papel escrito “espelho”.

A voz misteriosa ecoa mais uma vez para os três agentes da Ordem parabenizando pelo elemento conhecimento, questionando “como tantos livros podem ter o mesmo peso?”. Kaiser procura em um livro de química, mas nada é encontrado. Na seção de matemática, ele procura por algum sobre física.

Quando o Kaiser pega seu celular, um simbolo aparece na tela e ele reconhece como um símbolo que ele já havia visto antes. A voz ecoa “Energia, o quarto elemento. Sangue, morte, conhecimento, energia… parabéns meus alunos, vocês quase passam na minha prova. Falta só um elemento, o mais importante. Mas esse, eu dou a resposta para vocês”.

Após dizer isso, a Beatrice escuta algo acontecendo atrás dela. Algo frio em seu pescoço e de repente, um homem aparece atrás dela com um monte de papel em seu corpo. Ele está com uma faca na garganta dela.

Imagem: Reprodução/Cellbit
Imagem: Reprodução/Cellbit

Ele corta a garganta dela, tomando 7 de dano (ela tem 6). Ele sussurra “o medo” e todos observam o sangue dela cair por todos os lados, e a última coisa que ela observa é o olhar desesperado de seus amigos. A última frase dela foi “façam o que precisa ser feito” e o corpo dela se desintegra em uma especia de carne vermelha e a Beatrice real fica viva.

O cara da voz misteriosa começa a falar “foi um prazer participar dessa aula, meus alunos“. Ao ser questionado pelo Kaiser quem era, ele responde que deixará um cartão e cola dois papeis um preto e branco e some. Após ele sumir, a porta abre com o Joui chutando.

Eles relatam o que aconteceu para o Joui e Dante. Onde estava o corpo morto da Beatrice falsa, agora estava uma poça de sangue igual quando um zumbi de sangue é eliminado.

Os dois papeis estão grudados na estante, um branco e um preto e o Arthur pega. Atrás do papel branco, escrito “Anthony”, tinha uma chave e um símbolo. Ao olhar o simbolo, ele sente algo estranho. O Dante pega os dois e vira o preto, que estava escrito “Dissipar”. Kaiser perguntou ao Dante se ele conhecia o Anthony, e ele lembra que era uma das crianças do orfanato.

Kaiser também pergunta se ele conhecia algum Bruno, ele confirmou mas que não lembra de nada. Ao virar o papel preto, nada aconteceu, mas sabe que o papel preto está carregado e assombrado. Pode ser usado para transcender e aprender um novo ritual.

Imagem: Reprodução/Cellbit
Imagem: Reprodução/Cellbit

Eles saem da biblioteca e vão para o painel do elevador e conseguem abrir com a chave que foi deixada. Chegam no segundo andar, de acordo Beatrice e Dante, eles não lembram muito sobre o lugar. Os agentes da Ordem deparam com duas portas em um dos corredores, não escutam nada vindo dessas portas, mas escuta vozes vindo além do corredor.

Eles se aproximam de um corredor com várias celas até o final. Nem a Beatrice e nem o Dante lembram de ter prisão no orfanato. Eles encontram com pessoas bem feridas, cheias de tatuagens. Elas se aproximam deles, um pouco animados ao saberem que eles são da policia. Encontra um homem em outra cela, completamente enfaixado.

Até que, em outra cela, eles encontram com a Liz, que é interpretada pela Gabi (eu juro que comecei a chorar. finalmente encontraram minha velha). Terminando o quinto episódio.

Imagem: Reprodução/Cellbit

Fanart de Ordem Paranormal: Desconjuração da Semana

Com objetivo de divulgar o trabalho artístico do público de Ordem Paranormal, publicaremos uma arte que recebeu bastante destaque no Twitter com a #Fanart, #OrdemParanormal e #Desconjuracao.

Essa obra de arte maravilhosa é da Vic, que fez o cara do sussurro na biblioteca. Você pode acompanha-la em seu perfil do Twitter.

Observação: Foram 4 horas e 25 minutos de sessão e o primeiro intervalo foi com 3 horas.

Finalmente minha velha foi encontrada! Até a próxima semana! Todas e todos agentes da Equipe Esperança da Ordem finalmente juntos.

Resumo todas semanas sobre a Ordem Paranormal: Desconjuração, aqui na PlayTimes.

Formado em economia, ator e apaixonado por games!

Comentários