Connect with us

Cyberpunk 2077

Cyberpunk 2077: Principais Corporações – Militech

Publicado

on

Dando continuidade a série explicando sobre as corporações do universo de Cyberpunk 2077, conheça a Militech. A PlayTimes está apresentando uma série de matérias sobre as principais corporações do jogo como a ARASAKA, Militech e Kang-Tao.

Nesta matéria, contaremos as principais informações sobre a Militech.

Militech

Imagem: Reprodução/CD Projekt RED
Imagem: Reprodução/CD Projekt RED

A Militech é uma das fornecedoras mais importantes do mercado de armas, veículos e equipamentos militares de primeira categoria. São também os principais rivais da Arasaka.

A Militech opera em escala global, não fazendo distinção entre clientes e operando em missões de defesa, manutenção da paz e construção da nação por meio da sua rede de empreiteiros militares privados.

Em publicação no Twitter, o Cyberpunk 2077 postou que “Todos em Night City sabem que a Militech é um dos maiores fabricantes de armas e veículos militares do mundo. Eles trabalharam em estreita colaboração com as agências militares e policiais americanas durante anos, fornecendo armamento e treinamento de alto nível.”

A Militech International Armaments é uma megacorporação especializada na fabricação de armas e contratação militar privada. A Militech é um dos maiores fabricantes mundiais de armas e veículos militares, com instalações em todos os continentes.

Anos iniciais da Militech

Imagem: Reprodução/CD Projekt RED
Imagem: Reprodução/CD Projekt RED

A corporação fornece equipamentos para centenas de nações, organizações privadas e governamentais, especialmente as forças militares e policiais dos EUA. Este equipamento inclui, mas não está limitado a armas de fogo pessoais, drones, tanques, aeronaves, navios e armadura pessoal de combate assistido.

Seu segundo ramo fornece forças militares privadas para missões de defesa, manutenção da paz e construção de nações, supostamente. No entanto, a corporação é conhecida por ajudar terroristas e golpes militares no passado.

Inicialmente fundada como Armatech-Luccessi International pelo designer de armas italiano Antonio Luccessi em 1996 e apesar de um sucesso moderado, sua história como a megacorporação que é hoje começou em 1998 com os testes para a nova Arma de Assalto de Infantaria dos EUA.

Embora ainda falido e tentando se recuperar do colapso econômico de 1994, o governo dos EUA decidiu que era hora de substituir o velho e obsoleto M-16A2, o finalista reduziu-se a três sistemas de armas:

  • FN SAP, uma arma barata, mas desajeitada e pouco confiável que só entrou porque permitiria aos EUA permanecerem compatíveis com munições e peças com outras tropas na então obsoleta aliança da OTAN;
  • Colt AR-17X, uma arma boa, mas cara; e uma apresentação do recém-chegado Armatech-Luccessi International, um rifle compacto, confiável e de preço moderado.

Quarta Guerra Corporativa

Imagem: Reprodução/CD Projekt RED
Imagem: Reprodução/CD Projekt RED

Entre os anos de 2024 e 2045, Os Estados Unidos, liderados pela presidente Elizabeth Kress, declararam lei marcial nas partes do país que ainda estavam sob seu controle. Ela culpou Arasaka pela mini bomba nuclear detonada em Night City, mas os rumores persistiam de que Militech havia financiado a equipe de ataque e fornecido a eles o dispositivo nuclear portátil.

Kress não se importou em investigar, apesar das demandas públicas para responsabilizar a Militech. Em vez disso, ela colocou a Militech na coleira e nacionalizou todos os seus ativos, e os usou para fortalecer suas áreas rurais federais. Alguns dos oficiais mais proeminentes e exonerados da Militech receberam ofertas de cargos lucrativos no reformado Departamento de Defesa dos Estados Unidos.

Isso não caiu bem para o orgulhoso e cabeça-quente CEO da Militech, o general Donald Lundee, um ex-fuzileiro naval que levou sua guerra contra a renegada Corporação de segurança japonesa de forma muito pessoal.

Leia também: História Completa Parte 4 (Entre 2020-2077).

A Militech em 2077

Imagem: Reprodução/CD Projekt RED
Imagem: Reprodução/CD Projekt RED

Todos em Night City sabem que a Militech é um dos maiores fabricantes de armas e veículos militares do mundo. Eles trabalharam em estreita colaboração com as agências militares e policiais americanas durante anos, fornecendo armamento e treinamento de alto nível.

A Militech foi um dos principais participantes da Quarta Guerra Corporativa, durante a qual entrou em confronto com sua empresa rival, a Arasaka. Após a detonação nuclear da Torre de Arasaka, a presidente Elizabeth Kress nacionalizou a Militech, usando seus recursos para fortalecer o colapso do poder dos militares dos EUA.

Desde então, a corporação recuperou parte de sua independência e vários de seus membros do conselho ainda ocupam cargos de alto escalão no Ministério da Defesa.

Algumas controvérsias com a Militech é que freqüentemente é acusada de participar de operações clandestinas eticamente obscuras ou flagrantemente ilegais, como a contratação de militares particulares para apoiar revoluções, golpes militares, assassinatos, ataques terroristas e limpezas étnicas. A empresa também foi suspeita de plantar e detonar a bomba nuclear na sede da Night City de Arasaka em 2023, embora nenhuma evidência tenha validado essas afirmações.

Leia também: Principais Corporações – ARASAKA.

Informações foram tiradas e traduzidas do Cyberpunk Wiki. Tudo sobre o universo de Cyberpunk 2077 você fica por dentro clicando aqui.

Formado em economia, ator e apaixonado por games!

1 Comment