Aconteceu neste final de semana (11 e 12 de julho) a 11ª e a 12ª rodadas da 2ª temporada do CBLoL (Campeonato Brasileiro de League of Legends) de 2020, trazendo consigo uma grande quantidade de emoções e oito incríveis jogos.

No sábado (11), a INTZ conquistou a vitória contra o Santos, que mudou sua tática para este jogo, a organização optou por colocar seu reserva Aryze, além da rotação das lanes dos jogadores. O jogador Aryze entrou no lugar do Benjamin “Hyoga” de Barbi, que não pôde participar por causa de problemas pessoais. O time do Santos não quis entrar em detalhes sobre esses problemas, em respeito à privacidade do cyber-atleta.

Na segunda partida do sábado, a Prodigy derrotou o Flamengo, que, agora, teve sua quarta derrota seguida. Segundo o jogador Francisco “fNb” Braz, da Prodigy, este jogo foi bom para mostrar que a equipe voltou para o campeonato e que é melhor os outros times ficarem de olho, pois eles estão trabalhando muito duro para vencer. Davisito, do Flamengo, disse que o jogo de sábado não refletiu a semana de treino da equipe, e que eles tiveram apenas um dia ruim.

Já o terceiro jogo, entre KaBuM e FURIA, terminou com vitória da KaBuM, tendo sido esta uma partida bem rápida, de 26 minutos, e com apenas oito abates no total. Arthur “Tutsz” Machado, jogador da KaBuM, informou que eles haviam treinado muito a Senna e que ela foi um pick confortável, que se mostrou bastante efetivo contra o time da FURIA, mas que a bot lane da KaBuM é capaz de jogar bem com qualquer campeão. Tutsz revelou, ainda, que os jogadores não estão preocupados com a pontuação, e nem costumam olhar a tabela, focando apenas em vencer. Já o William “tyrin” Portugal, jogador da FURIA, disse que essas derrotas numa partida com poucas lutas e, consequentemente, poucos abates, são mais difíceis de se pegar aprendizado, pois eles não foram proativos, jogaram apenas respondendo.

O último jogo do sábado foi entre a Vivo Keyd e a paiN Gaming, com a Keyd mostrando que ainda não desistiram, vencendo contra o time que estava na liderança. O jogador Matheus “Drop” Herdy, da Vivo Keyd, comemorou a vitória com muita felicidade, e disse: “Vencer da paiN mostra com que nós temos potencial para vencer de qualquer outra equipe da CBLoL”. Já Leonardo “Robo” Souza, da paiN Gaming, comenta sobre a derrota: “Dá para a gente ver erros que os outros times não estavam conseguindo mostrar pra a gente”, e diz ainda que derrotas podem vir e que agora o foco é trabalhar para não repetir os erros e voltar a vencer.

Já no domingo (12), jogaram primeiro a Prodigy e a INTZ, sendo esta a quarta vitória em sequência da Prodigy. O Matheus “dyNquedo” Rossini, mid laner da Prodigy, falou em como estão cada vez mais confiantes na gameplay e completou: “Temos capacidade de vencer de qualquer time do campeonato”. Maestro, da INTZ, disse que não alcançaram a vitória porque estavam “completamente confusos dentro do mapa”, palavras dele, e também desatentos e descoordenados.

No segundo jogo de domingo, a KaBuM deu à paiN sua segunda derrota no final de semana. Segundo FELIPE “Yang” ZHAO, da KaBuM, eles fizeram picks dentro da zona de conforto. Yang diz, ainda, que têm que tomar cuidado com o Flamengo. Já o jogador Dionrray da paiN, admite que a KaBuM foi capaz de os lerem muito bem, e diz que, mesmo assim, conseguiram tirar coisas boas da derrota.

O terceiro jogo foi entre o Flamengo e a Keyd, onde o Flamengo dominou a Keyd, conquistando mais uma vitória. Leonardo ”Hidan” Borré, da Keyd, comentou que seus erros foram não terem forçado tanto jogadas, por estarem com muito medo da famosa Kindred do caçador do Flamengo, então acabaram cedendo o jogo para eles.

No último jogo do final de semana, o Santos perdeu mais uma partida, sendo a FURIA a equipe vitoriosa desse game. Segundo o Santos, o time está com muitos problemas internos esta semana. A FURIA em momento algum subestimou o Santos, muito pelo contrário, até baniram a Senna principalmente por estarem enfrentando esse time. A FURIA está indo com calma, comenta Ruan “Anyyy“ Cardoso, um de seus jogadores, “Estamos mais pensando em pegar uma vaga no play off e evoluir o time até lá para depois pensar em título”. O jogador diz, ainda, que mesmo tendo fraquejado este final de semana, o confronto mais difícil com certeza é o da paiN, e que a paiN perdeu os dois últimos jogos apenas porque estavam com excesso de confiança.

Compartilhar:

author